segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

EVENTOS

PORTO DE GALINHAS
FLIPORTO / NÓS PÓS

Fernando Farias e Bruno Pifardinni - Foto de Silvinha Rangel


POEMINHA LIRICO
Fernando Farias

Amanheceu e a lua ainda no céu.
Gotas de orvalho
Nas pétalas róseas
Refletem os primeiros raios de sol.

Há uma brisa de paz
A energia do amor
As flores sorriem
Para um lindo arco-íris.

No lago perene
Brinca um beija flor
Abanando as asinhas
Fazendo ondinhas
Na lamina de água

O beija flor,
Como um Narciso,
Ver sua imagem refletida
E brinca.
Vendo suas cores cintilantes
Vendo seus olhos e seu bico
Vendo os dentes das piranhas
Que saltam, agarram os pezinhos
Puxam o beija flor para o fundo
Escuro do lago.

Atacam os olhos,
Arrancam os olhos,
Rasgam o papo do pobre animal,
Que sacode o que resta das asinhas
Que sangra
Esperneia
E morre
Todo mordido
Fudido
Nas águas do Capibaribe
Do Recife que fede
Cheio de merda.

Poema Lido por Bruno Pifardinni na Fliporto
· Homenagem aos poetas pernambucanos. Especial para o grande poeta Miró da Muribeca.

1 comentários:

Gerusa Leal 3 de dezembro de 2008 04:09  

Muito bom o poema, Fernando.

Minha lista de blogs

About This Blog

About This Blog

  © Blogger template Brooklyn by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP