segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Meus contos

VIVENDO ENTRE TUBARÕES

Querida filha,

No mundo em que os peixes grandes comem os peixes pequenos e que se vive entre tubarões, todo cuidado é pouco para não se tornar um pescado.Talvez ser adaptável e mutante ao ambiente como um peixe-camaleão, se é que existe, seja a melhor forma de sobreviver. É salutar ter o tamanho das baleias, os dentes afiados das piranhas e a sutileza dos golfinhos.Saber nadar é estabelecer os ritmos de acordo com a velocidade dos cardumes e ter cuidado para não se aproximar muito das hélices.Fazer-se humilde e belo, como aqueles peixinhos japoneses de aquário, até o momento de se tornar verdadeiro e ser o tubarão que há dentro de todos nós.

2 comentários:

Rafinha 26 de janeiro de 2009 09:31  

Sua maneira de mostrar o mundo é profundo e perfeito. Um tão irônico igual a alguns momentos de nossas vidas!!!
Parabéns!!!

alicia 15 de abril de 2011 08:04  

Olá, Fernando!
Meu nome é Alícia Rhisly,tenho 14 anos,lá na escola onde eu estudo vai ter o conceito de leitura e vc vai ser o autor de contos em quem vamos falar.
É uma honra poder falar um pouco de um poeta como vc , gostei muito dos seus contos, são muito bons. Vc me mostrou que não precisamos inventar um conto mas sim saber que a nossa vida é um conto!
Bjssssssss e Abraçosss!
Alícia Rhisly.

Minha lista de blogs

About This Blog

About This Blog

  © Blogger template Brooklyn by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP